enquanto isso, na Líbia…

A lógica de “guerra preventiva” ou de “guerra humanitária” não resiste ao menor esforço de crítica. Rapidamente a Líbia saiu dos noticiários, como se a derrubada e morte de seu presidente resolvesse todos os problemas. Khadafi saiu e os problemas parecem os mesmos. Afinal, se a democracia vendida pela imprensa ocidental é boa, ela não pode ser implementada com ataques aéreos da OTAN e rebeldes “democratas” com artilharia anti-aérea em caminhonetes surradas. É uma estranha busca de democracia por EUA, Reino Unido e França que, como primeira medida pós Khadafi, regularizou as exportações líbias de petróleo e acordou a privatização do setor neste país.

Mas para onde foram as manchetes de jornais sobre direitos humanos na Líbia? Para onde foram os “blogueiros” que denunciavam as atrocidades na ditadura Khadafi ? Foram, talvez, para a Síria…

Diz a reportagem da Carta Capital: “ONG diz que milícias que ajudaram a derrubar Khadafi espalham violência na Líbia”

Reportagem completa (e bastante curta) em: http://www.cartacapital.com.br/internacional/ong-diz-que-milicias-que-ajudaram-a-derrubar-khadafi-espalham-violencia-na-libia/

Abraços a todos!