Projeto autoriza plantio de cana-de-açúcar na Amazônia

Na revista Carta Capital encontramos essa informação de autorização de plantio de cana na Amazônia. Entretanto, na própria reportagem há uma explicação da inadequação da região para plantações de cana para fins comerciais (o clima é excessivamente chuvoso não havendo maturação da planta). Qual seria o interesse de aprovar plantações comerciais em áreas impróprias para esses cultivos? Talvez estejamos assistindo a mais um momento de degradação da Floresta Amazônica e do Cerrado com vista à especulação no campo sem atividades produtivas de fato. É mais um capítulo do velho filme de “ocupação da Amazônia” ou de “expansão das fronteiras agrícolas” que tenta se respaldar em argumentos de “desenvolvimento para essa pobre região”. A “pobre região” Amazônica não é pobre e deve receber projetos de desenvolvimento que harmonizem as atividades econômicas com a natureza e as populações que habitam a região. Já basta de antigas fórmulas desenvolvimentistas que provaram repetidas vezes seu fracasso na região.

Artigo completo em http://www.cartacapital.com.br/politica/projeto-autoriza-plantio-de-cana-de-acucar-na-amazonia/

Abraços a todos!