Contos de fadas…

Coincidências!

A superficialidade e o maniqueísmo na interpretação do Sistema Internacional são criticados no texto de Jean Bricmont, “A boa consciência faz a esquerda dormir…” (publicado aqui no blog). Mas como é possível fazer e veicular uma análise tão tacanha da realidade?

O site historiaonline.com.br traz uma resposta com base na formação do imaginário do mundo ocidental: os tradicionais contos de fadas e suas “adaptações” no contexto da Guerra Fria somados aos recursos da Indústria Cultural.

No site Rodolfo diz que “o universo infantil foi povoado [pelos estúdios Disney] de princesas e príncipes brancos, loiros, esbeltos e sempre bons que, por sua vez, lutavam contra vilões feios, malvados e com uma semelhança incrível com os estereótipos ligados ao Leste Europeu. O maniqueísmo dos enredos chega a ser uma ofensa à inteligência de qualquer criança com mais de seis anos de idade. Em plena Guerra Fria, o Sr. Disney (notoriamente conhecido por suas contribuições ao Comitê de Ações Antiamericanas, base do macartismo) foi um grande responsável pela perpetuação de uma visão de mundo dividida entre o bem e o mal”.

Artigo completo pode ser lido em http://historiaonline.com.br/2012/04/07/contos-de-fadas-a-historia-era-outra-sr-disney/

Abraços a todos!