engodo espacial

Olá!

Um grupo de empresários anunciou recentemente um empreendimento de exploração de recursos minerais em asteroides. Será factível? O editor de ficção científica e política internacional da Carta Capital não acredita…

É pelo menos estranho que os garotos-propaganda de um projeto desse tipo sejam os criadores de um buscador de internet e um diretor de filmes de ficção científica e não executivos e engenheiros da Boeing ou da Lockheed, quando os desafios óbvios estão no campo da indústria aeroespacial e não do entretenimento e informação.

(…) 

tudo soa como um grande golpe de publicidade. A menos que se trate de uma operação para abrir precedentes e reivindicar para a iniciativa privada estadunidense a propriedade de asteroides e outros astros e transformá-los em reserva de valor especulativo, antes mesmo de se ter qualquer possibilidade real de explorá-los economicamente.

O que provavelmente trará sérios problemas diplomáticos, pois a maioria das nações exige que o espaço, assim como a Antártida, permaneça como herança comum da humanidade, como dispõe o Tratado do Espaço Exterior que foi assinado desde 1967 por 100 nações e ratificado por 74, incluindo todas as potências nucleares (exceto Coreia do Norte), todos os países capazes de lançar satélites (exceto o Irã) e o Brasil. Para que o empreendimento faça algum sentido, os EUA teriam que começar por denunciá-lo.

Artigo completo em http://www.cartacapital.com.br/tecnologia/estranho-empreendimento/?autor=25

Abraços a todos!