síria: um pouco de ignorância e muita hipocrisia

Olá!

Por que as lições nunca bastam para alguns? Intervenção externa com objetivo “humanitário” e para implantar a “democracia”. Como estão hoje países com a Líbia, o Iraque e o Afeganistão?

[Sobre a Síria] O secretário britânico dos Negócios Estrangeiros, William Hague, em 5 de Agosto avançou a mensagem, em resposta à tomada como reféns por militantes sírios de 48 iranianos, incluindo mulheres e crianças, de que o país está a afundar num conflito sectário e que as motivações que guiam os grupos de oposição por todo o espectro político decorrem das suas rivalidades religiosas e étnicas. “Isto só pode ser um novo colapso da autoridade do regime, um banho de sangue numa escala ainda maior…” , disse Hague. Na linguagem dos políticos ocidentais, expor previsões alarmantes é a forma tradicional de tornar público o plano real. (Olga Chetverikova)

Ainda teremos que escrever por muito tempo as palavras democracia e humanitário entre aspas…

A multiplicação de organizações de militantes na Síria serve para reforçar a impressão de que o país está esmagado e, portanto, torna mais fácil para o Ocidente vender o que está a acontecer como uma guerra civil total. Está a chegar o momento de chamar uma espada de espada e de desmascarar aqueles que inspiram o banho de sangue sírio pois a nação está a tentar sobreviver ao choque com a canalhice global. (Olga Chetverikova)

Leiam o texto completo clicando aqui.

Abraços a todos!