crise europeia: a solução precisa ser radical.

Olá!

Desculpem-me. Mas, para não haver confusão, vale lembrar a significação utilizada para a palavra “radical”. Segundo o dicionário Houaiss, “radical:  1 relativo ou pertencente à raiz ou à origem; original; 1.1 que parte ou provém da raiz”.

A historiadora portuguesa Raquel Varela deu uma entrevista para o portal Opera Mundi afirmando que “O capitalismo é como um doente em coma sobrevivendo por aparelhos. E esses aparelhos são os fundos públicos. Cai por terra o mito da eficiência da iniciativa privada, quando as empresas não vivem sem massivas ajudas públicas que, no limite, vão ser buscadas no único lugar que produz riquezas, ou seja, no salário”.

Você pode ler a entrevista completa no portal Opera Mundi.

Abraços a todos!