a higienização das grandes metrópoles continua ou… sob as necessidades do capital.

Olá!

cracolandia

Novamente vem à mídia problemas de ocupação do espaço urbano brasileiro. O uso mercantil do espaço urbano demanda sua revitalização para valorização e posterior comercialização. Quem não se adéqua ao capital, que seja excluído…

O processo já se encontra adiantado em São Paulo. A limpeza das áreas degradadas da cidade, como a Luz, através de projetos como Museu da Língua Portuguesa, Pinacoteca e da ação policial contra os usuários de crack demonstra esse ideal de expulsão dos indesejados.

Agora, resta a comercialização de áreas para condomínios residenciais de alto padrão. Mesmo em áreas que seriam destinadas à população de baixa renda. Leia a reportagem da Folha no link abaixo:

Prédios top tomam áreas de moradia popular em São Paulo

O Rio de Janeiro não fica atrás nesse processo. O recém inaugurado Museu de Arte do Rio (MAR) denuncia o mesmo processo excludente na zona portuária da cidade. Leia o artigo no link abaixo:

A pobreza no fundo do MAR

Quanto à beleza da obra do MAR e suas exposições, clique no link para ser agraciado com as fotos de uma reportagem da revista Veja,

Abraços a todos!

sistema monetário internacional

Olá!

SFI

Segue um artigo sobre a formação e transformações do sistema monetário internacional.

ATENÇÃO! Trata-se de um artigo acadêmico sobre um assunto de razoável complexidade. Para os que forem se aventurar na leitura, uma recomendação: procurem ler trechos pequenos, anotem as dúvidas e tentem saná-las comigo semanalmente. Para os alunos do Integral ou da Turma Smart, temos nossos horários, respectivamente, semanais e quinzenais. Para todos os outros, é sempre fácil marcar um horário comigo para tirar dúvidas.

O texto segue no link Sistema Monetário Internacional e Globalização Financeira nos Sessenta Anos de Bretten Woods

Ainda vale mais uma observação. O texto foi publicado em 2005 e, portanto, não cobre os eventos relacionados à crise de 2008.

Abraços a todos!

novamente… a paz de westfalia

Olá!

SI

Continuando o esforço de aumentar o entendimento sobre esse fenômeno histórico e político internacional, segue mais um texto sobre a Paz de Westfalia.

O texto é uma apresentação de dois autores sobre a o Tratado de Westfalia: do livro História Moderna e Contemporânea, de Jobson, é apresentada a visão histórica do contexto do Tratado; do Dicionário de Relações Internacionais, de Silva e Gonçalves, o mesmo Tratado é apresentado como uma das raízes de entendimento dos países (Estados) e suas relações no Sistema Internacional.

Assim, em nossos cursos, não apenas a disciplina de Geografia, em seu esforço de entendimento do funcionamento do Sistema Internacional, pode trabalhar o tema. A História, segundo necessidades específicas desta ciência, também aborda o mesmo fenômeno.

Segue no link o texto: A PAZ DE WESTFALIA duas leituras

Abraços a todos!

boston: sociedade vigiada

Olá!

boston

“Terrorista”, aquele que se comporta com plenitude como “outro”, portanto, desumano, inimigo. Há em Boston mais alguém que “deve ser eliminado”.

Para quem ainda não conseguiu entender a aula de “sociedade vigiada”, já trabalhada em Pindamonhangaba e ainda sendo apresentada em São José dos Campos, os episódios em Boston são apenas o mais recente exemplo. Na apresentação foi mostrado esse esquema:

esquema

As autoridades proibiram a circulação de meios de transporte coletivo e “recomendaram” que as pessoas não saíssem de suas casas. Tudo em nome da segurança da “coletividade” que se encontra ameaçada. Apenas a liderança exercida de forma eficiente e sem contestação pode “salvar” novamente a sociedade. A mesma balela de sempre…

Em tempo, a apresentação “sociedade vigiada” pode ser encontrada tanto na página ANGLO como na página PROGRESSÃO.

Abraços a todos!

há muitas formas de entrar para a história…

Olá!

dama de ferro

O portal Opera Mundi publicou uma reportagem sobre a vida da ex-primeira-ministra britânica recentemente falecia. Na reportagem, a filha de Thatcher declara que:

“se sente como qualquer outra que tenha perdido um parente. É um momento incrivelmente triste e ao mesmo tempo provocador em minha vida. Minha mãe me disse uma vez: ‘Carols, acho que meu lugar na história está garantido’. Os incríveis tributos nessa semana, as maravilhosas palavras do presidente (dos EUA, Barack) Obama e outros de seus colegas que trabalharam ao seu lado provam que ela está certa”.

Muitas personalidades garantiram seu lugar na história: Stalin, Gandhi, Hitler, Mussolini, Roosevelt, Napoleão… Algumas personalidades, é claro, não garantiram seu lugar na história pelo seu humanismo, mas, muito pelo contrário, pela sua covardia, seu autoritarismo, sua subserviência cega a forças desumanas.

A mesma reportagem destaca o papel secundário do filho de Thatcher nos cerimoniais fúnebres devido ao seu envolvimento em um escândalo de tráfico de armas para promover um golpe de Estado na Guiné Equatorial em 2004.

Em tempo, acredito que essa patética figura não resistirá à erosão pela história. Mais algumas décadas para sua lembrança se perder na memória das velhas gerações que tiveram desprazer serem seus contemporâneos.

Abraços a todos!

Medida Provisória dos Portos: o parecer de Roberto Requião

Olá!

mp595

Mais uma vez venho escrever sobre a escandalosa MP 595, a MP dos Portos.

Há outro post recente que trata do mesmo tema: Interesses distintos sobre os portos no Brasil – MP 595. O artigo que segue no link abaixo é o discurso do senador Roberto Requião sobre a MP dos Portos. Diz o senador em uma parte do discurso:

Pois bem. Sejamos claros. Esta medida provisória é uma jabuticaba com recheio de nitroglicerina. O modelo proposto destoa do padrão mundial. O comércio marítimo, do qual o sistema portuário é parte, tem experiência mais de cinco mil anos. Em razão deste milenar percurso de amadurecimento, os portos mais importantes do mundo, nos países mais importantes do mundo são públicos. O padrão vigente no mundo é o de portos públicos operados pelo setor privado. Exatamente como é o modelo brasileiro atual.

Mas a sabedoria neoliberal que voltou a ocupar o governo federal brasileiro acredita que pode reinventar a pólvora e melhorar os portos com uma abertura que nenhum país importante no sistema portuário fez até hoje. Há interesses pouco nobres neste processo de prejuízo para os portos brasileiros.

Com paciência, leia o discurso completo do senador em Requião vê ‘canalhice’ de Globo e Veja na cobertura sobre os portos.

Abraços a todos!