Coreia do Norte: uma política externa realista

Olá!

coreia do norte

Diferentemente das afirmações da imprensa americanófila  a Coreia do Norte sabe o que está fazendo. Sabe que o jogo do qual participa é arriscado e que seu poder, em diversas esferas, não é equivalente ao dos seus adversários. Mas a Coreia do Norte joga…

Não é fácil fazer com que um país pobre, de governo comunista herdado da Guerra Fria e menor que o Piaui seja ouvido no Sistema Internacional e se contraponha às principais potências regionais e mundiais. Até agora esse pequeno país conseguiu essa façanha. O futuro… É incerto!

Sobre o tema, leia o artigo do portal Opera Mundi:

Coreia do Norte sabe o que faz

Em tempo, discordo apenas em um aspecto do autor. Leia a passagem abaixo:

[a Coreia do Norte] “Poderia ter adotado o caminho de reformas semelhantes às chinesas, mas o risco de ser açambarcado por Seul afastou essa hipótese.”

Na verdade, o governo americano apoiou (veladamente, é claro) as reformas no socialismo chinês com abertura econômica. Além de se caracterizar como um campo fértil para investimentos de empresas americanas, o apoio às reformas em um grande país como a China teria a consequência de aumentar as clivagens, rupturas, no bloco socialista. A Coreia do Norte não teve essa mesma sorte de apoio de Washington.

Abraços a todos!