Economia e política na formação do mundo atual

Olá!

Em todas as salas (material Anglo e Poliedro) foram trabalhados assuntos de razoável complexidade para o entendimento do atual cenário político e econômico tanto no Brasil quanto em escala mundial. Para que os alunos tenham mais recursos de estudos, seguem alguns textos relacionados:

1. Terceirizar, flexibilizar, precarizar2

carteira

Tendo em vista a polêmica precarização das relações de trabalho no Brasil aprovada em primeiro turno na Câmara dos Deputados, segue um trecho de uma pesquisa de mestrado sobre TERCEIRIZAÇÃO do trabalho. O link acima traz apenas a parte do texto relacionada diretamente à terceirização. No link ao lado é possível baixar a pesquisa na íntegra. Terceirizar, flexibilizar, precarizar1

2. Do welfare state ao neoliberalismo rupturas e continuidades

Esse texto está centrado nas transformações das relações capital-trabalho ao longo do século XX com destaque para a ação mediadora do Estado após a Grande Depressão e para a regressão dos direitos do trabalhador com o avanço do modelo neoliberal no final do século passado.

3. Uma introdução ao pensamento keynesiano com um texto introdutório da coleção “os economistas”. Da mesma coleção, segue a introdução do livro dedicado a Friedman. Clique nos links abaixo:

keyneshayekfriedman

Keynes

Friedman

4. No próprio GEOVEST há um post com sete vídeos, resultado de uma pequena edição do documentário “Trabalho Interno” sobre a crise americana. As informações dos vídeos foram utilizadas em sala na aula sobre crise do neoliberalismo. Clique no link ao lado: neoliberalismo e a crise americana

5. Lista de exercícios: Questões formas de organização do Estado e da economia

Para o aluno perceber a maneira como o vestibular já trabalhou o tema, o link acima mostra uma lista com questões dos vestibulares da UNICAMP, da FUVEST, da UNESP, da IBMEC, da UEL, da UERJ e da FGV. Os gabaritos e comentários foram retirados das próprias instituições responsáveis pelos exames (na medida do possível, isto é, algumas instituições não tem essa prática).

Espero que o post possa aclarar esse tema tão complexo e importante. Se persistirem dúvidas ou se novas surgirem, falem comigo.

Abraço e boa sorte a todos!